home Interativo, Marketing Digital, Marketplace 2016 é o ano do Social Commerce

2016 é o ano do Social Commerce

Apesar da badalação contínua em torno das mídias sociais, os varejistas ainda estão tentando descobrir a melhor forma de impulsionar as vendas por meio delas, de forma sustentável. Em 2015, vimos algumas mudanças nesse sentido, como o lançamento de ads para Instagram, botão comprar para o Pinterest e a adaptação de alguns botões para o Facebook, Twitter e Youtube.

Esse pode ser apenas o início do social commerce, mas desde já as empresas não podem ignorar o seu impacto. De acordo com a pesquisa “The Internet Retailer Social Media 500”, as 500 maiores varejistas ganharam US$3,3 bilhões vindas do comércio social em 2014, um aumento de 26% ao longo de 2013, bem a frente da média de crescimento do e-commerce (16%).

Os analistas preveem um salto ainda maior em 2016 e por isso é preciso saber aproveitar bem essas 3 plataformas:

Pinterest:

Em outubro de 2015, existiam mais de 60 milhões de pins para vendas no Pinterest. A empresa anunciou planos para expandir seu botão de compra para que qualquer empresa que utiliza Bigcommerce, IBM Commerce e Magento possam adicionar o botão “comprar” aos seus pins.

O canal já possui integração com diversos varejistas populares e seus usuários costumam gastar em média U$123,50, número bastante relevante se comparado aos usuários do Facebook, que têm ticket médio de R$54,64.

As grandes empresas estão colhendo ótimos resultados, mas ainda há espaço para as pequenas que trabalham de maneira menos tradicional. É o caso da swap.com, que utiliza o Pinterest para mostrar e compartilhar ideias divertidas de presentes outros produtos exclusivos.

Instagram

É a rede social mais quente do momento e os anúncios representam grandes oportunidades de engajamento do público, permitindo trabalhar conteúdos mais segmentados para públicos específicos.

É importante, ainda, saber aproveitar as hashtags do momento e potencializar as chances de ser encontrado nas pesquisas. Mesmo sem divulgar produtos todo o tempo, no Insta as marcas podem ter sucesso na construção de consciência. Posicionamento e imagem, criando diferentes tipos de conteúdo.

Facebook

O gigante das mídias sociais continua ativo e inovando em seus espaços publicitários, lançando sempre mais oportunidades de segmentar o público e alcança-lo.

Conclusão

O social commerce está pronto para bombar em 2016. De pequenas empresas a grandes marcas de varejo, o social já está encaminhado para maiores aumentos no tráfego de vendas do que em qualquer outro canal online. Os varejistas que querem manter a sua vantagem – ou subir a bordo pela primeira vez – precisarão de uma abordagem diversificada e cada vez mais social!

Você está preparado para esta onda? Conheça a Taggli e veja o que um marketplace interativo e social pode te proporcionar em 2016: www.taggli.com

Artigo fonte: http://smallbiztrends.com/2015/12/social-commerce-2016-business-trends.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *